20 dicas para 2020: de um freelancer para outro

Filipa Simões de Freitas
20 dicas para 2020: de um freelancer para outro

Novo ano, nova vida. Nem sempre é assim, pois não? Fecha-se um ano, começa-se outro cheio de grandes planos e ideias… mas, quando damos por ela estamos na rotina do costume, sem tempo para reflectir no que foi, no que está para vir e no que é verdadeiramente importante.

Vamos fazer diferente este ano? Vamos lá de um freelancer para outro!

1 – Faz um balanço do ano que passou. O que correu bem? O que correu menos bem? O que tens mesmo de mudar? O que podes acrescentar? Que trabalhos adoraste fazer? Que trabalhos dispensavas?

2 – Muda de escritório! Nós freelancers temos uma grande tendência para nos fecharmos na nossa bolha, afinal de contas somos livres para trabalhar como queremos. Este ano, desafia-te a sair da bolha: se trabalhas em casa, uma vez por semana vai trabalhar para um espaço de co-work; se trabalhas num co-work, vai trabalhar para um café giro ou para a biblioteca. 

3 – Lê 3 livros da tua área e 3 de outra. Há quanto tempo não pegas num bom livro? Não sabes o que estás a perder! Aprofunda o que sabes, aprende alguma coisa completamente nova, abre a mente a novas ideias… a leitura põe a cabeça a fervilhar! 

4 – Inscreve-te num workshop. De preferência num workshop que estimule a criatividade, que te desperte todos os sentidos, que te deixe pôr as mãos na massa – culinária, tricô, fotografia, escrita criativa, pintura, caligrafia…

5 – Revê a tua tabela de preços. Sim! Quando é que foi a última vez que olhaste para isso? Aproveita o balanço que fizeste para perceber melhor quais são os serviços que merecem esse upgrade.

6 – Vai almoçar com um amigo todas as semanas. Lembras-te quando trabalhavas na empresa e tinhas sempre alguém com quem almoçar? Pelo menos uma vez por semana não almoces em frente ao portátil e marca um almoço num sítio giro – aproveita para pôr a conversa em dia e perceber o que se passa noutros mercados.

7Diz mais vezes não. Os freelancers têm um problema gravíssimo que é não saber dizer que não. A incerteza do volume de trabalho, com alguns meses a bombar e outros a meio gás leva-nos a aceitar tudo… mas será que é uma boa estratégia? Ver ponto #1.

8 – Faz um refresh ao teu branding. Passamos tanto tempo a pensar e a trabalhar para os nossos clientes que muitas vezes esquecemo-nos daquele que é o nosso maior cliente – nós próprios! Temos de nos promover e a nossa imagem é tudo, ou seja, revê o copy do teu site, pensa numa bio mais criativa para o Instagram, tira umas fotografias novas. 

9 – Actualiza o teu CV/portfolio. Para um upgrade mais rápido, nada como actualizar a tua apresentação, o teu email de primeiro contacto, o teu portfolio – acreditem, faz toda a diferença e as pessoas reparam.  

10 – Pensa num serviço novo. Sair da rotina de freelancer é inovar, fazer coisas novas e interessantes… e continuar a facturar. Já paraste para pensar no que ainda tens para oferecer aos teus clientes? Um curso online? Um e-book? Um pack para novos clientes? É este o ano para o fazer. 

11 – Estabelece um objectivo e trabalha nele todos os dias. Pode ser algo como conquistar x novos clientes ou AQUELE cliente. Pode ser desfrutar de mais dias de férias ou trabalhar apenas 4 dias por semana. Pode ser escrever 52 blog posts até ao final do ano ou falar no TEDx. Escolhe um e foca-te!

12 – Aprende alguma coisa nova. Há quanto tempo queres aprender a falar Espanhol, a perceber melhor a tua contabilidade ou como se adicionam legendas a vídeos? Se é útil para o teu negócio e não te sai da cabeça, procura um curso (há tantos online até!) e tira isso da cabeça o quanto antes.

13 – Investe no networking. Seja online – LinkedIn, comentários nas redes sociais, enviar um email a alguém que admiras – seja offline, em conferências, talks, meetups ou master classes… dá nas vistas com o teu profissionalismo e liga-te a pessoas interessantes. 

14 – Cuida-te! Há milhares de anos que existe o mantra “mente sã, corpo são” e por algum motivo é, certo? Não entres na espiral das noitadas nem na ideia que tens de estar a trabalhar 24/7. Reserva tempo longe da secretária, do telefone, do portátil e mima-te: tira um dia de folga sempre que sentires necessidade, passeia, marca uma massagem, vai a um museu… o teu trabalho agradece!

15 – Mima os clientes. Porque não enviar um postal de aniversário ou de parabéns por mais uma conquista para os clientes de longa data? Pensa numa forma gira de os agradecer no Natal, no início do novo ano ou na rentrée em Setembro. Um WOW Factor que te vai fazer ganhar pontos e boas recomendações! 

16 – Poupa algum. Qualquer profissional deve ter uma conta poupança composta por, pelo menos, 6 meses de ordenado. Ora, um freelancer raramente tem um ordenado fixo, mas isso não quer dizer que não deva ter um porquinho mealheiro, até porque é essencial para viver sem stress naqueles meses mais fracos.

17 – Automatiza-te! Facilita a tua vida naquilo que for possível: depósitos directos, lembretes semanais, emails automáticos, FAQs, posts agendados… tu mandas, por isso, põe o teu negócio a trabalhar para ti!

18 – Procura um mentor. Quem é que te inspira? Aquele australiano cujos vídeos não perdes nem por nada? Uma pessoa com quem trabalhaste há 10 anos? Outro freelancer? Liga-te às pessoas que te inspiram – de perto ou à distância – conversa, troca experiências, aprende. 

19 – Outsourcing. Não podemos fazer tudo, a toda a hora. Torna-se desgastante e a dedicação a tarefas que não gostamos, que não são a nossa especialidade ou a nossa praia rouba-nos energia criativa para aquilo que somos realmente bons a fazer. Contrata alguém para essas tarefas mais chatas… trust me!

20 – Desfruta deste estilo de vida. Do que vale seres freelancer se não aproveitas ao máximo este lifestyle? Bom ano freelancers!

de nós d’ A BASE

Comments (01)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.